2019 já começa com registros de assaltos em bairros de Rio das...

2019 já começa com registros de assaltos em bairros de Rio das Ostras

No Recanto, assaltantes levaram uma motocicleta, após fazer série de ameaças a vítima.

1
Compartilhar
Fachada da Delegacia/ Foto: Angel Morote/ Rio das Ostras Jornal

O ano acabou de começar, e a cidade de Rio das Ostras já registra casos assustadores de violência em bairros do município. Na manhã desta terça-feira (1º), por volta das 6h da manhã um morador foi assaltado na Rua Abel Siqueira, próximo ao antigo Hotel Porto 1 no Recanto. Ele relatou a nossa equipe que criminosos a pé, o renderam e levaram a sua moto (Cb 300r) de cor vermelha, placa KOP 6491.

Eles me obrigaram a descer da moto, colocaram a arma na minha cabeça, e ainda levaram meu celular”, relata a vítima que preferiu não ser identificado e registrou o caso na 128ª Delegacia de Polícia.

Outro caso foi o de uma mulher, de 34 anos, assaltada no bairro Cidde Praiana na manhã desta terça-feira (1º), na Rua Santa Catarina. Ela nos relata que foi abordada por dois assaltantes em um carro, que levaram seu relógio, celular e uma bolsa com R$120 em espécie. ” Eles ameaçaram tirar a minha vida”, conta a empresária.

Enquanto a população reclama da falta de policiamento, o comando do 32º Batalhão da Polícia Militar, responsável pela região, garante que a polícia está nas ruas, e o efetivo foi reforçado em mais de 30 policiais desde 20 de dezembro, e lamentou o ocorrido. A PM ainda informou que a Polícia Civil está trabalhando nesses casos para apurar a autoria dos delitos.

O Comandante do 32º Batalhão da PM Tenente Coronel Ibiapina disse ainda:

” A Polícia Militar cumpre os protocolos previstos e lança mão de todos os meios disponíveis para transmitir à população a necessária sensação de segurança. Isso se faz utilizando os recursos humanos e materiais de forma planejada e com base nos indicadores criminais. Vivemos num país onde muitos ainda insistem em praticar crimes, ganhar dinheiro sem trabalhar. É uma cultura construída ao longo de décadas. O crime nunca irá acabar e nossa tarefa é reduzir os índices a fim de que os cidadãos possam viver em paz e harmonia”, disse o Comandante.

 

1 COMENTÁRIO

  1. O policiamento em Rio das ostras só está preocupado em fazer blitz para rebocar carros e prejudicar o trabalhador, falar que fazem patrulhamento ostensivo para coibir é prender bandidos é mentira.

Deixe uma resposta