CASO TURISTA: Exames apontam traumatismo cranioencefálico como causa da morte

CASO TURISTA: Exames apontam traumatismo cranioencefálico como causa da morte

Exames indicaram que a vítima provavelmente foi atingida por pedrada e morreu no mesmo dia em que entrou na trilha, no domingo.

0
Compartilhar
CASO TURISTA: Exames apontam traumatismo cranioencefálico como causa da morte / Foto: Arquivo Pessoal

Foram divulgados os resultados dos exames realizados no corpo de Fabiane Fernandes, turista catarinense que foi encontrada morta após desaparecer ao fazer uma trilha em Arraial do Cabo no último domingo (18). Os exames pontaram que a vítima teve todos os ossos da face quebrados e morreu por traumatismo cranioencefálico.

Segundo o Instituto Médico Legal (IML) de Araruama, os exames indicaram que a vítima provavelmente foi atingida por pedrada e morreu no mesmo dia em que entrou na trilha, no domingo. Ainda não é possível afirmar se houve violência sexual, pois o corpo da mulher estava em avançado estado de decomposição quando foi encontrado.

Um material foi coletado para se analisado no setor de antropologia forense do IML Afrânio Peixoto, na capital do Rio de Janeiro. As unhas da vítima também serão analisadas para saber se há algum vestígio do autor do crime.

Deixe uma resposta