TRE faz operação em igrejas evangélicas de Macaé e apreende material de...

TRE faz operação em igrejas evangélicas de Macaé e apreende material de candidatos a deputado federal e estadual

A denúncias foram feitas pelos próprios fiéis dos templos

0
Compartilhar
TRE faz operação em igrejas evangélicas de Macaé e apreende material de candidatos a deputado federal e estadual/ Foto: Divulgação

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE), de Macaé, constataram nesta terça-feira (11) que pelo menos três igrejas evangélicas do município, estão abrindo as portas para a propaganda eleitoral de seus candidatos à Deputado Federal e Estadual. De acordo com a denúncia, a distribuição de material acontecia durante o culto, o que é proibido pela Lei Eleitoral, por serem as igrejas locais de uso comum. A denúncias foram feitas pelos próprios fiéis dos templos

Nesta terça-feira (11), os fiscais cumpriram mandados de busca e apreensão nas igrejas, localizadas no Centro, Aroeira e no Parque Aeroporto. Os mandados foram expedidos pelo juiz da 109ª Zona Eleitoral de Macaé, Sandro de Araújo Lontra.

Ao final da operação, foram apreendidos milhares de panfletos e tabloides de campanha dos candidatos a deputado federal, Francisco Floriano (DEM) e a deputado estadual, Milton Ramos (PSDB).  Francisco Floriano já está em seu segundo mandato como deputado federal. Pastor da Igreja Mundial do Poder de Deus, ele foi um dos fundadores da Igreja Universal do Reino de Deus, do bispo Edir Macedo, no começo dos anos 1980. Na década seguinte, ajudou na criação da igreja onde ele atualmente frequenta, liderada por Valdomiro Santiago.

Em 2014, o deputado foi processado pela Procuradoria Regional Eleitoral do Rio: pastores da Igreja Mundial do Poder de Deus teriam pedido votos para Floriano durante um culto. Na época, ele negou que soubesse da propaganda irregular. Acabou sendo condenado a pagar uma multa de R$ 8 mil. Os responsáveis pelos templos evangélicos foram autuados e responderão a processo na Justiça Eleitoral. Segundo os fiscais do TRE, os candidatos também podem virar réus nas ações.

 

 

 

Deixe uma resposta