População se une contra concessionária de energia elétrica em Casimiro de Abreu

População se une contra concessionária de energia elétrica em Casimiro de Abreu

Casimirenses se uniram através de uma Petição Pública, onde tentam recolher 10 mil assinaturas para entrar contra a Enel na justiça.

3
Compartilhar
População se une contra concessionária de energia elétrica em Casimiro de Abreu / Foto: Reprodução Internet (imagem meramente ilustrativa)

Moradores de Casimiro de Abreu se uniram contra os abusos e a falta de manutenção e atualização da rede elétrica da Concessionária Enel Distribuição, responsável pelo fornecimento de energia elétrica na região. De acordo com eles, as constantes quedas de tensões na Rede Elétrica e falta de Energia já faz parte da rotina de quem mora na localidade.

Muitos casimirenses estão sendo castigados, pois o calor na cidade tem a sensação térmica em 45°, e sem energia não tem ventilador nem ar condicionado funcionando. Segundo eles, quem mais sofre com isso, são os mais humildes que vivem em casas de telhas baixas tipo “brasilit”, onde no verão casimirense a sensação térmica pode chegar à prováveis 70°, beirando o absurdo.

Outro problema comum, são os prejuízos causados pela baixa tensão e a oscilação na Rede durante o dia, muitos moradores já perderam eletrodomésticos.

“A falta de investimentos não se justifica! A empresa do setor elétrico italiana Enel que obteve, no primeiro semestre de 2018, um lucro líquido de 2 bilhões de euros (US$ 2,34 bilhões), valor 9,3% maior que os 1,8 bilhão de euros (US$ 2,10 bilhões) apurados no mesmo período do ano passado. Expressando em reais, 8,560,000,000,000 (8,56 Bilhões de reais)”, afirma um integrante do grupo.

MANIFESTAÇÃO

Com a série de problemas, os casimirenses se uniram através de uma Petição Pública, onde tentam recolher 10 mil assinaturas para entrar contra a Enel na justiça.

Eles estão organizando ainda uma manifestação pacífica dos moradores que está prevista para acontecer nesta quarta-feira (23) às 17h30, no Portal de Entrada da Cidade, bem ao lado da BR 101.

O OUTRO LADO

Procurada pelo Cidade 24h a Enel não se manifestou sobre a reclamação dos moradores.

Após o fechamento da reportagem, a Enel emitiu uma nota sobre o problema:

” A Enel Distribuição Rio informa que está investindo em melhorias na rede elétrica de Casimiro de Abreu e região. Para este ano, a companhia está incrementando o número de manutenções na rede, instalação e substituição de equipamentos, além de podas de galhos próximos à fiação. Também está prevista a construção de uma nova subestação, que aumentará a capacidade de distribuição de energia para a região. A Enel esclarece que no início deste ano, as fortes chuvas afetaram o fornecimento de energia e causaram alagamentos em algumas vias, dificultando o acesso de equipes técnicas em alguns locais. “

3 COMENTÁRIOS

  1. Sempre o mesmo discurso de que está gastando muito dinheiro na modernização, o povo sempre fica sem a solução, as autoridades nada fazem e o problema apenas fica do mesmo jeito. Será que não tem um advogado na cidade com vontade de fazer um trabalho voluntário e fazer uma ação popular contra esta imunda e podre empresa?

  2. A Enel, assim como as antecessoras Ampla e a CERJ, ficam apenas nas desculpas-padrão, já que a tal subestação já vem sendo cogitadas HÁ QUASE 30 ANOS.

    A prefeitura fez sua parte, regularizando a documentação do terreno, mas a concessionária continua “empurrando com a barriga”. Aliás, será que é justo e funcional um sistema de privatização onde o monopólio sai do Estado para a iniciativa privada? Cadê a concorrência? Sem ela, não há esforço na melhoria.

Deixe uma resposta