Prefeitura de Macaé divulga cronograma de ações de combate ao mosquito Aedes aegypti

O carro fumacê fará o trabalho de pulverização nos bairros, sempre às 5h30.

297
Equipe do CCZ aplicando veneno para combater roedores. Macaé, 21/01/2020. Rio de Janeiro/Brasil

A Prefeitura de Macaé, por meio da Secretaria de Saúde, tem intensificado as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Através do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), são realizadas visitas domiciliares, em comércio e pontos estratégicos nos bairros e localidades da cidade.

Semanalmente, o CCZ elabora cronograma de atividades, com objetivo de reforçar o trabalho de controle do mosquito e as informações sobre a importância da participação da população nas ações de combate aos criadouros do mosquito.

Na próxima semana, os agentes de endemias irão atuar em pontos estratégicos com inspeção, eliminação e aplicação de inseticida de ação residual nos depósitos, através de bombas aspersoras, são eles: Barra de Macaé, Virgem Santa, Imboassica, Cavaleiros e São José do Barreto.

O carro fumacê fará o trabalho de pulverização nos bairros, sempre às 5h30. A ação estará: Canal Macaé/Campos – Parque Aeroporto (14/9), Jardim Franco (15/9), Centro (16/9), Verdes Mares (17/9) e Cajueiros (18/9).

Os agentes de endemias ressaltam que a colaboração da comunidade é fundamental no controle do mosquito. É importante fazer uma vistoria semanal  nos pratinhos de planta, calhas, ralos e qualquer  objeto que possa acumular água parada.

As equipes do Centro de Controle de Zoonoses também estarão realizando o controle de roedores nos bairros Imbetiba (14/9), Visconde de Araújo (15/9), Bairro da Glória (16/9), Cajueiros (17/9) e Lagomar (18/9).

O reconhecimento geográfico é promovido em diversos bairros, com produção e atualização dos mapas dos bairros, numeração dos quarteirões, identificação de ruas e logradouros, quantitativo dos imóveis do município por tipo. O reconhecimento é atividade prévia e condição essencial para a programação das operações de campo, de pesquisa entomológica e tratamento químico.

Culex – Os agentes do CCZ vão percorrer os principais canais da cidade fazendo o levantamento do índice larvário do pernilongo, através da técnica de conchadas. A técnica consiste na coleta de água do canal para verificar a quantidade de larvas. A partir das amostras, os agentes fazem a aplicação de larvicida biológico. O controle químico é feito com máquina pulverizadora costal ao longo das margens dos canais.