Polícia investiga triplo homicídio na noite de Réveillon em Arraial do Cabo

Uma das vítimas era um policial militar reformado. Éder, que foi o autor do crime, estava foragido e vinha sendo procurado pela polícia.

740

Veja ofertas dos principais supermercados de Rio das Ostras na uBay

A Delegacia de Arraial do Cabo (132 DP) investiga a morte de três pessoas, ocorridas no bairro de Monte Alto, na madrugada desta sexta-feira. Uma das vítimas era um policial militar reformado.

Equipes da Polícia Civil estiveram nas ruas nesta sexta-feira (1), realizando diversas diligências e ouvindo testemunhas. A perícia foi feita no local e foram apreendidos um estojo de munição e cápsulas de arma de fogo.

De acordo com as investigações, um casal iniciou uma briga no Quiosque da Andréa por volta de 1h30 da madrugada.

Um Policial Militar que estava no local, intercedeu e apartou a confusão. O terceiro sargento acabou sendo reconhecido como policial por criminosos e, cerca de 20 minutos depois, dois traficantes chegaram ao quiosque e atiraram contra o PM.

Ele reagiu e conseguiu balear um dos criminosos. O policial morreu no local. O traficante Éder da Silva Paim Júnior, vulgo JN, morreu no Hospital Geral de Arraial do Cabo.

Um homem, que estava no bar, foi atingido por uma bala perdida e socorrido, mas também morreu no hospital. Éder, que foi o autor do crime, estava foragido e vinha sendo procurado pela polícia.

Contra ele, havia um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça por tráfico de drogas. Ele era traficante em Teresópolis e tinha se unido ao grupo de criminosos de Arraial do Cabo.

O outro traficante que participou do ataque conseguiu fugir. Os agentes da Polícia Civil trabalham agora para identificá-lo.