Operação Carnaval: Macaé inicia fiscalização neste sábado

A operação tem como proposta conscientizar turistas por meio de uma fiscalização humanizada

213
Reunião realizada no gabinete do secretário de Ordem Pública, envolvendo diversas secretarias visando organizar o acesso às cachoeiras da região serrana. Macaé, RJ - Brasil

Veja ofertas dos principais supermercados de Rio das Ostras na uBay

Promover a educação ambiental, o turismo consciente e a preservação da natureza é a proposta da Operação Carnaval, que começa neste sábado (6), na região serrana de Macaé. Os detalhes da programação foram definidos durante reunião nesta quinta-feira (4), na sede da Secretaria de Ordem Pública. A iniciativa é uma ação conjunta entre diversas secretarias e que prioriza a fiscalização inclusiva e educativa, além de promover o turismo consciente.

“A operação tem como proposta conscientizar turistas por meio de uma fiscalização humanizada. É necessário que a população preserve Macaé para que eles próprios, e até mesmo suas futuras gerações, possam aproveitar as belezas naturais da nossa serra”, destacou o Secretário da Casa Civil, Eduardo Cardoso.

Durante a Operação, moradores e visitantes da região serrana serão orientados sobre o decreto 005-2021, que prorroga o dispositivo legal do decreto 226-2020, e trata da proibição da entrada de ônibus e vans de turismo. Também serão fiscalizados o uso de churrasqueiras nas áreas e proximidades das cachoeiras, além de garrafas de vidro e carro de som.

A ação também inclui estacionamento irregular, fiscalização de veículos e orientação sobre os cuidados que visam combater o Covid-19.
De acordo com o  Secretário Adjunto de Turismo, Fernando Amorim, a fiscalização inclusiva é uma meta do governo. “A proposta é ordenar e educar e, com isso, promover um turismo consciente”, destacou o Secretário.

A ação segue até depois do carnaval de forma intensiva, porém, a fiscalização será contínua durante todo o ano, incluindo as praias dos Cavaleiros e Pecado. A Ilha do Francês também fará parte da rotina de fiscalização, principalmente pela prática de transporte irregular.

O trabalho envolve as Secretarias de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Mobilidade Urbana, Turismo, Ordem Pública, Serviços Públicos, além da Guarda Ambiental e da Polícia Militar.         
Participaram também da reunião a Secretaria de Saúde e a Coordenadoria de Posturas