Identificado autor dos disparos que atingiram banhistas na Prainha em Arraial do Cabo

Além dos banhistas, o traficante Walmir de Souza Goularte Filho, vulgo Walmirzinho, de 20 anos, foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

685

Já foi identificado pela Polícia Civil de Arraial do Cabo, o homem suspeito pelos disparos que atingiram banhistas na tarde de sábado (26) na Prainha, durante um confronto entre traficantes de facções rivais. Willian Adriano Sobreira dos Santos, conhecido como Pará, é considerado foragido por tentativa de homicídio.

Durante a madrugada deste domingo (27), a delegada de Arraial do Cabo, Patrícia Aguiar, responsável pelas investigações, pediu a prisão temporária do traficante, que foi decretada pela Justiça.

Ainda no domingo, pela manhã, a polícia localizou, no bairro da Praia Grande, em Arraial do Cabo, o carro utilizado por Pará para fugir do local do crime. Em outro ponto da cidade, no Morro da Coca-Cola, foi encontrada uma arma, que pode ter sido utilizada no confronto por um traficante rival.

Na troca de tiros, além dos três turistas e dos dois moradores que foram atingidos por balas perdidas, um comparsa de Pará também foi baleado. O traficante Walmir de Souza Goularte Filho, vulgo Walmirzinho, de 20 anos, foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

Os investigadores trabalham, agora, para identificar o traficante rival, que efetuou os disparos que mataram Walmirzinho (foto).

As cinco pessoas que foram atingidas por balas perdidas foram levadas para o Hospital Geral de Arraial do Cabo. Segundo a prefeitura, as vítimas estão bem.

Quem tiver informações que levem ao foragido ou ajudem nas investigações pode enviar denúncia anônima, através do aplicativo de mensagens da delegacia, pelo número (22) 98113-6585.