Fim de semana é marcado com acidentes de trânsito com vítimas fatais em Rio das Ostras e distritos vizinhos

1061
Fim de semana é marcado com acidentes de trânsito com vítimas fatais em Rio das Ostras e distritos vizinhos (Imagem meramente ilustrativa)

O fim de semana foi complicado no trânsito de Rio das Ostras e cidades vizinhas. De sábado (21) a domingo (22) pelo menos cinco acidentes foram registrados, com vítimas fatais, todas em Rio das Ostras.

O primeiro foi registrado na madrugada do último sábado (21), onde
Felipe Stoduto Valadão, de 31 anos, ficou preso às ferragens após seu veiculo colidir com um caminhão próximo a Rua Santa Catarina. Felipe morreu na hora.

O segundo caso (imagem a seguir) ocorreu ainda no sábado, onde Jaceir das Neves Pereira, de 64 anos, morreu após ser atropelado por um van do Transporte Público de Rio das Ostras. O acidente aconteceu na manhã de sábado, por volta das 9h. Testemunhas relataram que o pedestre estava distraído e não teria visto a van.

Segundo testemunhas, Jaceir,mais conhecido como Pereira, era dono do Restaurante A Favorita no Ostrashopping, atualmente administrava um restaurante em frente ao Centro de Cidadania.

Vítima de atropelamento no trânsito, na Amaral Peixoto, na altura do Âncor/ Foto: Internet

O terceiro caso, também com vítima fatal, aconteceu no loteamento Gelson Apicelo em Rio das Ostras, onde uma vítima, não identificada, em um carro Hyundai com placa de São Paulo, teria morrido após cair em uma mata, próximo a rodovia do Contorno.

Outros dois casos foram registrados em Unamar e Barra de São João. O primeiro aconteceu na madrugada deste domingo (22), por volta das 3h, onde um casal em um veículo ficou ferido. A dinâmica do acidente não foi divulgada. O casal foi socorrido para a UPA de Tamoios.

Já o segundo acidente aconteceu próximo a Patrulha de Barra de São João, onde segundo testemunhas, um motorista de lotada teria atropelado um motociclista e fugido após.

Nós não obtivemos a informação de que se todas as ocorrências foram atendidas pelos Bombeiros. As ocorrências foram apuradas através da Polícia Civil, testemunhas e baseadas em relatos das redes sociais.