Defesa Civil de Cabo Frio vistoria áreas atingidas pela ressaca

Agentes pedem que fitas de isolamento não sejam retiradas dos locais

964
Defesa Civil de Cabo Frio vistoria áreas atingidas pela ressaca/ Foto: Divulgação

A Superintendência da Defesa Civil de Cabo Frio realizou uma vistoria nesta segunda-feira (22) nas áreas atingidas pela ressaca, que ocorre desde a semana passada. As ondas na Praia do Forte variam de 3 a 5 metros. No canto esquerdo, o acesso ao Forte São Mateus continua isolado por questões de segurança. O órgão pede que a população não retire a fita de isolamento dos locais que apresentam perigo. A previsão é que o mar fique agitado até as 21 desta terça-feira (23).

Segundo o superintendente, Jorge Velloso, o mar continua batendo com força nas pedras inviabilizando o acesso ao Forte São Mateus. O isolamento foi colocado na sexta-feira (19), mas as pessoas estão arrebentando a fita e subindo no Forte.  Nesta segunda, uma terceira fita de demarcação foi reposta no local.

“É importante que os moradores e turistas não retirem a fita de isolamento para forçar uma visitação ao Forte São Mateus. Está perigoso esse trecho, as ondas estão fortes, é melhor não arriscar. Essa é a terceira que a gente coloca a fita”, alerta o superintendente. 

A ressaca atinge toda a extensão da praia, desde quarta-feira (17), e já causou alguns transtornos devido ao avanço do mar. Em frente à Avenida Nilo Peçanha, a força das ondas deslocou a base de pedras sob o deck de madeira e danificou algumas rampas. O local continua isolado pela Defesa Civil. Dois postos de salvamento foram retirados da Praia das Dunas.