Declaração de prefeito Marcelino sobre usuários de drogas da Concha Acústica gera polêmica

3391

O Prefeito Marcelino Borba (PV), se reuniu essa semana na Câmara dos Vereadores de Rio das Ostras, juntamente com moradores e vereadores, para um acerto de contas, de seu primeiro ano de mandado. O chefe do executivo colocou em pauta trabalhos que já foram executados no município em seu primeiro ano, e propostas para o futuro.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, Marcelino fala da situação da Concha Acústica de Rio das Ostras, ele diz que pretende realizar um “Choque de ordem” no Centro de Rio das Ostras, e disse que não vai aceitar “crakudos” na concha acústica.

No vídeo ele diz que pretende criar um mecanismo para inibir os usuários de drogas, para que eles não frequentem o local, colocando viaturas e mais policiamento na praça. Segundo relatos de moradores nas redes sociais, em um determinado trecho do vídeo Marcelino deixa a entender, que tratará os usuários na base da porrada, com a seguinte frase ” Ele vai pra Casimiro, ele vai pra Macaé, Cabo Frio, aqui não, lá o cara vai dá porrada mesmo”. Assista ao vídeo:

Em nota a prefeitura de Rio das Ostras escreveu: ” A Prefeitura de Rio das Ostras informa que em nenhum momento, durante a cerimônia de prestação de contas de um ano de gestão, o Prefeito Marcelino Borba disse que usaria violência contra os usuários de crack. Disse também que colocaria mais uma cabine da Guarda Municipal próximo a Concha Acústica para atender a pedidos e  reforçar a segurança à população”, finalizou a prefeitura.