sábado, março 28, 2020

Magno Lopez

COLUNISTA

Escreve sobre os movimentos culturais, mostra o trabalho dos artistas locais e dá dicas de entretenimento da região.

Campeã do Novos Talentos 2019: Juliara Ghiner fala sobre carreira e planos para futuro

A cantora de Cabo Frio, Juliara Ghiner, até então desconhecida de muitos riostrenses, mostrou bem o seu dom no Festival de Novos Talentos. Mostrou tão bem que foi a vencedora, após três meses de competição, e levou para casa os R$ 10 mil da premiação.

Os seguidores do Portal Cidade 24 horas puderam ver um pouco das apresentações de Juliara na cobertura especial para o Instagram. Na competição, ela apostou na MPB com Vanessa da Mata, interpretando "Ainda bem"; passou por Alcione com "Um ser de Luz"; e com Bruno Mars, mostrou toda a sua afinação no hit "When I was your man". Na final, investiu em "Love on Top", de Beyoncé.

A campeã sempre cantou MPB nos barzinhos. Contudo, a influência musical dela é bem mista. "Eu particularmente curto tudo, mas sempre trabalhei com canções de Djvan, Jorge Vercillo, Ana Carolina, Maria Gadu, Roberto Carlos". Em sua trajetória ela já participou outros festivais como o Festival Cantores da Rádio Ondas. Foi ainda uma das participantes do programa da Rede Globo, The Voice Brasil, em 2016.

DESDE A INFÂNCIA

Se tinha uma criança que cantava, essa criança era Juliara. "Lembro da minha infância toda cantando e correndo pela casa com uma toalha na cabeça (porque queria ter cabelo grande) e uma guitarra de brinquedo que eu roubei do meu irmão (risos). Logo cedo, comecei a cantar na igreja. Sou católica. Com 15 anos comecei minha vida profissional, lançando o CD "Minha Hora chegou", no Teatro Municipal de Cabo Frio. Todo este projeto foi financiado pelos meus pais".

Logo após o lançamento, ela começou a cantar em barzinhos e eventos particulares. Foi ainda integrante de bandas como Forroxé e Timbalaê. Nesse tempo de trabalho já fez apresentações em carnavais, ano novo e eventos especiais na Praia do Forte. Ela já puxou trio elétrico e foi intérprete de escola de samba também.

INSPIRAÇÕES

A inspiração para essa trajetória toda vem de casa, mesmo sem ter na família músicos profissionais. "Tenho como referência a minha mãe, que sempre amou cantar. Ela conhece muitas músicas e sempre me dá uns toques no repertório. Meu pai também é bem afinado e tem uma voz linda. Já meu irmão cuida das letras que eu troco quando estou ensaiando em casa. Meus ídolos sempre foram eles". O pai, por exemplo, nunca deixou Juliara trabalhar com outra coisa que não fosse a música por sempre acreditar no talento da filha.

Segundo ela, a família sempre apoia inteiramente qualquer "loucura" que ela mergulhe. Quando o assunto é canto técnico, a inspiração foi Tia Michele, a professora no meu primeiro grupo musical.

DESAFIOS

Após participar do Festival de Novos Talentos, que valoriza o músico local e regional, ela lembra das dificuldades de encontrar inciativas como esta. "Eu vivo somente de música, sempre vivi, mas é claro que com uma base dos meus pais. Os desafios do músico do interior são as poucas oportunidades, o poder público deveria criar o hábito de enaltecer, para os cidadãos e turistas, o que temos de bom aqui. Isso valoriza a cidade, faz os cidadãos crescerem em cultura local".

PARA 2020

"Agora estou com um projeto de samba e, graças a Deus, está sendo muito bem aceito. Vamos continuar e pretendo levar para Rio das Ostras. Meus queridos, me aguardem, estou ensaiando muito e preparando um show lindo nesse projeto de roda de samba, mas isso é para 2020 e olha que 2020 é logo alí..."

Leia também:

Guto Gomes comemora aniversário com o retorno da festa do GG em Rio das Ostras

Mais Colunistas

Julianna Rangel

Escreve sobre dicas de beleza, maquiagens, moda, tudo que envolve o mundo feminino.

Anuncie aqui

210 x 400