Pais de alunos da Escola Municipal Maria da Penha de Oliveira reclamam que funcionários impediram, hoje, 1, segunda-feira, os alunos menores de doze anos de entrar nos ônibus escolares.

Ônibus Escolares de Rio das Ostras voltado a estudantes, prioritariamente, em áreas rurais e ribeirinhas.

Renata de Souza responsável por um dos alunos, reclama que um dos funcionário da escola ligou comunicando que ela deveria ir buscar o filho na escola, pois os alunos com menos de doze anos, a partir de 1 abril, hoje, estariam proibidos de viajar no ônibus.

“Acho um desrespeito com os pais, se a prefeitura disponibiliza o ônibus. Semana passada, mandaram um papel, tipo uma carteirinha, pra colocar foto do aluno autorizando a saída na escola. Ele foi no ônibus, mas na volta eu tive que buscar”. Afirma Renata, responsável por um dos alunos.

A Secretaria de Educação, Esporte e Lazer de Rio das Ostras respondeu, em nota,que a determinação é de que as crianças menores de doze anos sejam entregues somente para os pais e, ou, responsáveis.

“Em nenhum momento os menores estão impedidos de entrar no ônibus escolar. O que acontece é que a criança cujo o pai, responsável, não está no local combinado para recebê-la, a mesma, retorna à escola para aguardar que o responsável a busque”, informa a nota.A Secretaria ainda afirmou que os responsáveis estão cientes da norma de segurança adotada por ela.

Renata, rebate a nota da Secretaria, afirmando que muitos pais foram pegos de surpresa.“ Uma vizinha está com o mesmo problema, o filho estuda a tarde. Uma outra criança o

Pai está acamado e o menino não tem quem leve e busque ele. Meu filho não chegou a embarcar e retornar pra escola, não liberou nem pra sair da escola pra pegar o ônibus. Meu esposo teve que sair do serviço pra ir buscar ele”, afirmou, Renata.

Outra mãe de aluno, Sandra Silva Bezerra, rebate a versão da prefeitura alegando que houve falta de comunicação e informação com os responsáveis “Segundo à escola do meu filho, que informou a eles, as crianças, eu não vi nenhum papel com sequer com notificação que alunos com menos de dez anos não poderiam entrar nos Ônibus. É dever da escola mandar notificação pra os pais, não houve reunião, não houve nada”. Rebateu, Sandra, mãe de aluno da Escola Maria da Penha de Oliveira.