Ações contra Aedes continuam na segunda quinzena de junho em Macaé

122
Combate à Dengue no Visconde - Foto Bruno Campos

A Secretaria de Saúde de Macaé, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), vem realizando ações de reforço para o combate ao mosquito Aedes aegypti. Estão sendo intensificadas as visitas domiciliares com eliminação de criadouros, coleta de larvas para análise, colocação de tela em caixa d’água e depósito de armazenamento de água.

Preocupado com as doenças causadas pelo Aedes, o aposentado Guilherme Paiva mantém sempre seu quintal limpo e organizado. “A zika, dengue e chikungunya, assim como outras doenças, podem ser evitadas e isso depende da atitude de cada cidadão. Diariamente verifico as plantas, os ralos são vedados e a caixa d’água e cisternas bem fechadas”, contou. 

A Secretaria de Saúde está orientando os moradores para que recebam os agentes e retirem os criadouros de larva do mosquito dos seus quintais. Mesmo com a chegada do inverno, o mosquito se reproduz. 

De acordo com dados do CCZ, a maior parte dos focos de Aedes aegypti é encontrada nas residências e entre os depósitos predominantes estão os tonéis para armazenamento de água e os pratinhos de plantas. Para evitar as doenças é preciso que a população colabore para não deixar o mosquito nascer, eliminando todo e qualquer depósito que acumule água.

As ações de controle do Aedes aegypti são realizadas durante o ano todo como as visitas domiciliares feitas pelos agentes de endemias nos imóveis da cidade e palestras educativas em escolas, empresas, igrejas e entidades comunitárias, entre outros segmentos.