23°

Tempo limpo

Rio das Ostras, RJ

Geral Caso frentista

Acusado de latrocínio contra frentista em Rio das Ostras é preso pela polícia 

Após o crime, que aconteceu na madrugada, a equipe do 32º BPM iniciou diligências para identificar e localizar os autores.

27/06/2024 às 13h54 Atualizada em 28/06/2024 às 07h39
Por: Adriano Pereira
Compartilhe:
Acusado de latrocínio contra frentista em Rio das Ostras é preso pela polícia 

Na manhã desta quinta-feira (27), policiais do 32º Batalhão de Polícia Militar (32ª BPM) prenderam, em Casimiro de Abreu, um homem acusado de envolvimento no latrocínio de um frentista em um posto de combustíveis na RJ-162, a Rodovia Serramar, em Rio das Ostras.

Após o crime, que aconteceu na madrugada, a equipe do 32º BPM iniciou diligências para identificar e localizar os autores. Através de informações anônimas, os policiais receberam a pista de que um dos envolvidos estaria se deslocando para Rio das Ostras em um carro Renault Sandero prata com placa AZL-7C09.

Com base na informação, a equipe localizou o veículo e realizou a abordagem. O carro estava sendo dirigido por Idalgo de Souza Velasco, e dentro do veículo estava Leon Rinaldy Pacheco, apontado como suspeito de participação no latrocínio.

Durante a revista pessoal, nada de ilícito foi encontrado com os ocupantes do veículo. Questionado sobre o carro utilizado no crime, Leon Rinaldy Pacheco relatou que estava em sua casa quando foi sequestrado na madrugada por quatro indivíduos. Segundo ele, os criminosos o obrigaram a dirigir até o local do latrocínio, onde presenciou o roubo seguido de morte do frentista.

O suspeito ainda afirmou que, após o crime, os indivíduos o abandonaram de volta em casa junto com o veículo, que teria desligado sozinho. Ele disse que, no momento em que foi abordado pela guarnição, estava indo para a delegacia para registrar o sequestro e o crime.

Uma fração da equipe policial foi até o local onde o veículo utilizado no crime, um Jac Motors J6 cinza chumbo, com placa LPZ-8223, estava sendo guardado pelo pai do suspeito e acionou um reboque para levá-lo para perícia. Ainda no local, os agentes receberam informações de que um dos acusados de participação no crime seria Leandro da Silva Reis, conhecido "Pixote" e líder do tráfico de drogas na localidade de Unamar, em Cabo Frio. 

Os agentes questionaram o pai de Leon  sobre a relação do filho com o traficante. O homem afirmou que o elemento já havia ido à casa de Leon para conversar com ele, mas não soube precisar a data e o teor do assunto.

Diante das informações colhidas, os agentes do 32º BPM conduziram Leon Rinaldy Pacheco e o veículo à 128ª Delegacia de Polícia (128ª DP). Leon confessou que ele dirigia o automóvel no momento do latrocínio e permaneceu preso à disposição da Justiça.


SOBRE O CRIME

Silvio Andrade Claro, de 47 anos, foi assassinado na madrugada desta quinta-feira (27) durante um assalto a um posto de combustíveis localizado na RJ-162, a Rodovia Serramar, em Rio das Ostras.

Segundo informações, quatro elementos a bordo de um automóvel Jac Motors J6 cinza chumbo, com placa LPZ-8223, chegaram ao posto para abastecer. Em seguida, anunciaram o assalto e renderam o frentista. Mesmo entregando o pouco dinheiro que havia no caixa, Silvio foi morto a tiros por um dos assaltantes.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários