30°

Tempo limpo

Rio das Ostras, RJ

Geral Alerta

Anvisa determina recolhimento de lotes do detergente Ypê por risco de contaminação

Decisão do órgão foi publicada no Diário Oficial da União; empresa garante que produtos específicos não oferecem risco à saúde ou a segurança do consumidor

09/05/2024 às 19h19 Atualizada em 22/05/2024 às 18h16
Por: Redação Fonte: CNN Brasil
Compartilhe:
Divulgação
Divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a comercialização, distribuição e uso de determinados lotes do detergente da marca Ypê, após constatado risco de contaminação. A decisão, publicada no Diário Oficial da União, está em vigor desde terça-feira (7) e determina o recolhimento de versões específicas do produto.

Segundo o órgão, foi identificado um potencial risco de contaminação microbiológica após o resultado de análises de monitoramento na produção constatarem um desvio fora do padrão. Como ação de fiscalização, a Anvisa estabeleceu o recolhimento do produto.

A decisão da Anvisa também estabelece a suspensão de todas as unidades fabricadas nos meses de julho, agosto, setembro, novembro e dezembro do ano de 2022, com final de lote identificado por 1 ou 3.

O que diz a empresa

Em nota, a Ypê, empresa brasileira de produtos de higiene e limpeza que pertence à Química Amparo, produtora do detergente, informou que os lotes dos produtos apontados pela publicação da Anvisa, já haviam sido detectados pelo controle de qualidade da própria empresa.

A fabricadora afirma que iniciou o recolhimento voluntário dos itens há mais de um mês e comunicou à agência reguladora, em conformidade com as diretrizes do próprio órgão.

Segundo eles, após uma rigorosa análise interna, foi identificado, em alguns lotes específicos, a possibilidade de alteração no odor tradicional do produto, sem risco à saúde ou segurança do consumidor, porém, em alguns casos perceptível ao olfato.

Ainda em nota, a empresa ressaltou que a comercialização do produto não foi proibida, havendo apenas a necessidade do recolhimento dos lotes específicos detectados:

“Importante destacar que não há proibição de comercialização do produto e sim o bloqueio e recolhimento exclusivamente dos lotes específicos indicados na ação voluntária proposta pela própria empresa”, informou a Química Amparo.

A empresa reforçou, ainda em nota, que a segurança, a qualidade de seus produtos e a atenção aos clientes e consumidores são prioridades desde sua fundação.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários